Envie seu vídeo(11) 4745-6900
sexta 01 de julho de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/07/2022
CONSTRUTORA PATRIANI
Música

Zulu de Arrebatá se apresenta no Espaço Opereta com o show Cena de Cinema

Cantor e compositor paulistano, que teve entre seus parceiros Tom Zé e Edvaldo Santana, estará em Poá, neste sábado, às 20h

Por de Poá06 JUN 2022 - 12h04
Zulu de Arrebatá se apresenta no Espaço Opereta com o show Cena de CinemaFoto: Milton Luna/Divulgação

O Espaço Cultural Opereta, de Poá, traz ao palco, no sábado (11), às 20  horas, o cantor e compositor Zulu de Arrebatá. Uma apresentação intimista unindo voz e violão fará uma viagem por toda a carreira do artista, que teve entre seus parceiros Edvaldo Santana e Tom Zé. Os ingressos antecipados custam R$ 15 e a classificação indicativa é livre.

“Cena de Cinema” reúne toda a essência do trabalho do artista ao longo de décadas, transitando por distintos gêneros da música brasileira, com seu swing característico, de difícil definição, marca inconfundível de Zulu. Este som diferente, com identidade própria, é sempre acompanhado de letras bem construídas, que retiram, do cotidiano, a temática urbana que descreve seu dia a dia.

Com um estilo incomum de cantar, que se explica pelas influências sonoras recebidas na infância, traz características do canto “spirituals” e presentes no Jazz, Soul e Funk dos afroamericanos. Temperado com as frases e melodias do baião, do xote, do samba que, aliados ao intimismo da Bossa Nova, completam o universo singular da construção melódica deste compositor.

Quem é?

Zulu de Arrebatá é cantor e compositor, nascido no bairro paulistano de São Miguel Paulista. Em 1972, participou do grupo Caaxió, atuando como backing vocal, ao lado de Osnofa, Fernando Teles e Edvaldo Santana. Posteriormente, o grupo Caaxió foi rebatizado para Matéria Prima, nome com o qual acompanhou o cantor Tom Zé em shows por diversas cidades brasileiras. Em 1975, o grupo gravou seu primeiro LP, com o título homônimo Matéria Prima, pela gravadora Chantecler/Continental.  

Buscando afirmar trabalho com seu estilo próprio, Zulu deixa o Matéria Prima em 1980, mas não abandona a cena cultural da cidade e, juntamente aos amigos do Matéria Prima, Sacha, Raberuan e outros artistas e ativistas culturais da região, ajuda a fundar o Movimento Popular de Arte, o MPA. Em 1985, participa da gravação do disco do MPA, onde contribui com a faixa Pés na Areia.  

Durante os anos 1990, Zulu atuou como arte-educador em diversos projetos ligados às prefeituras da capital e da grande São Paulo. Amor Urbano é o trabalho mais recente do cantor, lançado em 2005.  

Local

O Espaço Cultural Opereta é localizado na região central, próximo à estação Poá da CPTM e possui ambiente rústico e muito procurado pelo público de artistas, coletivos e produtores culturais da região do Alto Tietê. Com capacidade para 100 pessoas, oferece infraestrutura básica de som e luz para apresentações de shows, peças teatrais, bar e área externa de convivência.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias