Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 28 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo

Após 4 dias, alunos desocupam escola estadual de Poá

25 NOV 2015 - 07h01

Os alunos que ocupavam, desde a última sexta-feira, a Escola Estadual (E.E) Professora Nanci Cristina do Espírito Santo, no Jardim Santa Helena, em Poá, deixaram a unidade depois de uma reunião e um acordo feito com o chefe de gabinete da Secretaria Estadual de Educação, Fernando Padula. Representantes da Diretoria Regional de Ensino da cidade e professores também estiveram presentes durante a conversação. Os alunos saíram da unidade na noite de segunda.

Durante a reunião, a secretaria estadual solicitou a desocupação aos alunos como forma de impedir o adiamento da aplicação da prova do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp), prevista para ser aplicada entre ontem e hoje, e também para que as aulas pudessem voltar ao normal, não ocasionando mais atrasos no ano letivo. Em troca, os alunos podem apresentar, até amanhã, uma lista com suas principais reivindicações e sugestões, que serão analisadas pelo órgão.

O ano letivo das escolas estaduais está previsto para terminar entre os dias 18 e 23 de dezembro. Porém, a Secretaria de Educação alertou que nas escolas que foram ocupadas, e com isso tiveram as aulas interrompidas, a data deve ser prolongada com o objetivo de se completar os 200 dias letivos, previstos em lei.

OCUPAÇÃO

Cerca de 30 alunos ocuparam a escola E.E Professora Nanci Cristina do Espírito Santo como um ato de protesto contra a reorganização escolar, que deverá encerrar o Ensino Médio na unidade. O governo planeja que, a partir de 2016, a escola em questão forneça aula apenas para o Ensino Fundamental. Com isso, os cerca de 500 estudantes dos 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio seriam transferidos para a E.E Professor Eliseu Jorge, no Jardim Antonio Picossi.

Os alunos afirmam que a distância no trajeto aumentaria consideravelmente, cerca de 1,5 quilômetros, o que seria prejudicial em questão de segurança e na locomoção dos alunos portadores de deficiência ou com mobilidade reduzida.

ITAQUÁ

Também contra a reorganização escolar, alunos de Itaquaquecetuba ocuparam a E.E Cícero Antônio de Sá Ramalho, localizada no bairro Monte Belo. Os alunos entraram na unidade na noite de domingo.

Até o fechamento da matéria, a escola ainda não havia sido desocupada.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias