Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quarta 21 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2021

Combate à fome

02 ABR 2021 - 05h00
Assim como a população de diversos países do mundo, brasileiros também sentem o impacto da fome no pior momento da pandemia da Covid-19. Para amenizar o sofrimento provocado, entidades, ONGs e autoridades de São Paulo e de outros Estados reforçam campanhas que ajudam na arrecadação de alimentos, assim como recursos financeiros destinados para a compra de mantimentos. 
Diante do atual cenário, com desemprego e colapso na saúde, as doações que estiveram muito presentes no início da pandemia, agora estão menores. Mas assim como há quem precise deste ato de solidariedade, também existem pessoas que ainda podem e querem colaborar.
A situação é bastante preocupante. No Alto Tietê há entidades realizando arrecadação de alimentos na tentativa de amenizar a situação.
Ontem, o governador João Doria (PSDB) lançou a campanha “Vacina Contra a Fome”. 
Desenvolvida pela Secretaria de Desenvolvimento Social com participação da Secretaria da Comunicação, a ação convida cada pessoa apta a se vacinar contra a Covid-19 a doar um quilo de alimento não perecível nos municípios participantes.
O objetivo da campanha é beneficiar famílias carentes e com déficit nutricional durante o enfrentamento da pandemia do coronavírus.
Não há dúvida de que a iniciativa é importante. Incentiva as pessoas que vão se vacinar a doar um quilo de alimento não perecível, preferencialmente arroz, feijão, macarrão e também leite em pó. A participação daqueles que estão sendo vacinados é absolutamente espontânea. Doa quem pode e quem quer, mas temos nessa doação um gesto de grandeza e solidariedade para quem mais precisa.
Até o momento, 395 Prefeituras do interior, litoral e Grande São Paulo já aderiram à campanha, mas a meta do Governo do Estado é obter a adesão de todos os 645 municípios.
As prefeituras podem aderir à campanha no site www.vacinacontraafome.sp.gov.br. Além do termo de adesão, a página oferece kits de divulgação para download e uso livre pelas administrações municipais para estimular a adesão popular às doações.
O agravamento da pandemia no País tem colocado pressão ainda maior sobre a vida de pessoas já vulnerabilizadas socialmente. A alta no desemprego e no preço dos alimentos faz com que comer todos os dias seja um desafio para milhões de brasileiros.
O Estado recomenda que os municípios participantes instalem pontos de arrecadação nos postos de vacinação contra a Covid-19, que já chegou a quase 6 milhões de doses aplicadas em São Paulo. A distribuição dos mantimentos será feita pelas próprias prefeituras a famílias carentes de cada cidade.
Em um momento tão crítico da pandemia, é importante incentivar a sociedade a contribuir com ações de combate à fome, garantindo a segurança alimentar das muitas famílias em situação de vulnerabilidade.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias