Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 11 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2019

Lance Livre 03-12-2019

Por Edgar Leite02 DEZ 2019 - 23h59
Seminário Estado  
Democrático
O campus Suzano do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) e o Cursinho Popular Chico Mendes promovem quarta e quinta-feira o Seminário “Estado Democrático e Relações do Trabalho”. 
 
Dois dias
Nos dois dias do evento, as atividades estão marcadas para 18h30, no IFSP Suzano (Avenida Mogi das Cruzes, 1.501 – Parque Suzano). Na quarta-feira (4/12), a procuradora do Mistério Público do Trabalho da 2ª Região, Valdirene Silva de Assis, e o advogado Roberto Parahyba discutem Relações Trabalhistas e Sindicalismos na Atualidade.
 
Quinta-feira
Já na quinta-feira (5/12), o procurador aposentado do Ministério Público de São Paulo, Roberto Tardelli; a servidora da Defensoria Pública de São Paulo, Érica Meireles de Oliveira, e o mestre em direito Lucas Cabreira debatem Estado Democrático e Caráter de Classe do Direito. Para participar é preciso fazer inscrição pela internet, no link http://bit.ly/2XJyeeJ. Mais informações pelo e-mail juridicosemisuz@gmail.com.
Carta Aberta
A Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) é uma das entidades da cidade a assinar a Carta Aberta de Mogi das Cruzes contra a implantação de uma praça de pedágio no km 45 da Rodovia Mogi-Dutra. 
 
Documento
O documento direcionado ao governador João Doria expõe a contrariedade dos mogianos à proposta e tem a adesão de representantes de 40 associações da cidade.
 
Iniciativa
Iniciativa liderada pelo deputado federal Marco Bertaiolli, ex-presidente da ACMC, a Carta Aberta de Mogi das Cruzes tem o apoio de políticos (vereadores e deputados) e algumas das principais entidades de classe da cidade. As assinaturas foram angariadas em evento na última sexta-feira (29/11), na sede da Câmara Municipal. “É importante a união de políticos, entidades de classe dos principais setores econômicos e associações que representam a população para impedir que essa proposta avance. Temos de demonstrar que Mogi das Cruzes é contrária ao pedágio e que está unida para impedir que ele seja implantado”, destacou o diretor Mohamad Issa, que representou a ACMC na reunião.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias